Menu fechado

The role of teachers in the face of new technologies in education

Brazilian education throughout history

Related image

The Brazilian education had great moments of lucidity and the possibilities of having many opportunities ago, when it already existed in 1882, the Ruy Barbosa had already been a proposal of a universal education and gratuitous for all the cases, the case of Brazil became a nation (LOURENÇO FILHO, 2001).

The pursuit of an economy and a strategy is an aspiration of many Brazilians and the actions go through the formation of its people.

In the first of 1930 a group of 36 intellectuals in Brazil at the launching of the Manifesto of the Pioneers of the New School, considered that a modernization of the Country required a universal, free and full-time education (QUEIROZ; MOITA, 2007, CAMURRA; TERUYA , 2008).

The century after the Manifesto, a Brazilian Constitution of 1988, is a matter of free education, universal for all. However, an application came to an end in the following years with the support of other measures such as the publication of the Child and Adolescent Statute and laws aimed at school inclusion and the labor market for people as bearers of opportunities special.

The advent of ICTs (Information and Communication Technologies) had its technologies focused on information and, consequently, on education. Information and knowledge are no longer present within the school. It is very important to use tools that privilege communication and interaction among users, thus favoring teaching learning.

With such advancement in Brazil and Brazil, the definition of paradigms and adaptations to the new educational models is of 5.22, of 19/12/05.

Legislation, education, technology and training for work

Living in a society of new ways of working, detachment from human tasks, violence, concentration of tasks, drugs, destruction of interpersonal relations, etc.), too much information that is not often unknown, and by these the educational process has to disseminate socially constructed knowledge and historically accumulated, confronting reality, provoking reflections that contribute to the formation of an individual for acting and intervention in public life.

Image result for escola na era digital

There are several pedagogical currents that can subsidize our practices as educators, and those that are more effective as educational mediating actions are the practice of historical-critical pedagogy, which begins with a critical critique of reality, with a selection of materials. ‘to be worksdos and deadwith majored in individuals that will become apt to living in a plural and contradictory society, and actively transform it.

Society is influenced by social and social policies, but is able to concentrate as possibilities of emancipation and social transformation. Teachers and executives should have a participation in the process – theory-practice-reflection and, in another way, in the actions of formation of autonomous, critical and active individuals, and precisely because of this, as educators become more and more necessary.

Educating is a complex and sensitive piece of social information and other variables, but the educator must be present in his political role of transformation or social management. Thus, it is important that health information is scattered throughout the school, as well as the space to serve for debate, an analysis and a proposition of alternatives for finding time.

The interface between technology, work and education is one of the objects that most require attention during an educational formation of the individual, and in this context the education professional, whether teacher or educational manager, must provide opportunities that promote the psychosocial development of his students and that “help to repair the world in which they live so they can live it better.

Working on the mission of the mission, which will promote the growth of your histe and the transform in citizens at active, the teacher should alongted and action to launch with their objective students. What is the learning process of the student, the teacher should develop the student, know, know and identify the environment that lives: home, work, school, neighborhood. The resources of the students are expanded, while the development of activities and attitudes related to these exercises, the nature of the activities that perform it, as well as their basic life opportunities.

We know that students learn through integrated experiences. The richer as experiences, the better the learning. The teaching work has to be carried out for the construction of concepts, but for this it is really necessary that the daily reality is a student and a foundation that supports all the cognitive construction.

We must start from and reach the reality of the student, since it is necessary to provide subsidies to promote the intellectual development of each individual, so that he is able to develop his physical and social environment, understanding, therefore, all the relations of space, rhythm and causality in it.

The students should provide the opportunity to develop their research concepts and data analysis.

It is obvious that the teacher must start from the student’s daily life, but it is not necessary to stay, because it is an incorrect error to discourage the student. Therefore, one must go to the abstract, taking into account a Proximal Zone of Vygotsky.

Related image

The concrete analysis of concrete situations is the one that allows the understanding and the production of a process in constant transformation …, it is a critical process that produces and reproduces a living science, because science is not an innovation, it is not transformed, is dead science, is dogma.

This dialectical path is one that the teacher must develop, not only with the students, but above all with the indicators of a state taught. (SEE – CENP, 1992, p.17).

In this process, the teacher ceases to be a transmitter of knowledge and the student, the mere receptacle of knowledge.

People (students) ask questions, and their curiosity has no limits. The questions sometimes seem embarrassing, and the teacher looks for words that explain and satisfy that curiosity.

To the outlet the indagator of the student and the use is comprehended the transformations in the nature, the teacher should understand that the texts are like techniques are available to the indagations of students.

Therefore, all situations, at school, on the street, at home …, supply opportunities for teaching all disciplines and technologies, but the teacher must be in constant activity so that a class is not turned to the dull, and for this there must be a constant diversification of activities related to a theme.

The diversification of activities is a game capable of meeting a certain degree of importance.

The levels of knowledge are related to the physical and mental level, the learning pace, the interests and the experiences.

To learn, it is not enough to listen to the teacher; he must participate in learning experiences himself.

The LDB / 96 is the document that constitutes the largest educational measure in the country, besides being able to base the educational resources, such as PCNs, that emerge. The proposal of joining quality education and training of young people to the globalized world, for the development of skills and abilities, were introduced as new educational paradigms and assumed a central role for the educational discussion.

The PCNs, which subsidize the elaboration and re-elaboration of curricula, have a pedagogical project in relation to student citizenship and a school that learns more and better, are an innovative and comprehensive proof, aiming to create real bonds “Teaching and Teaching and Teach Teaching. “

Because they are not teaching saws and rather subsidies for the transformation of objectives, contents and educational competences, they must be used as elements of action for social transformation.

The NCPs and a LDB / 96 make clear the need for a cultural and social change in our country, as well as

What is not only the teaching of raw materials, what makes the teacher teaches and fails to teach, as well as what the student learns and fails to learn much beyond what is prescribed formally.

Related image

To learn the educational source, sources closer to their lives, social sources of saber, sources closer to their realities, is possible for a discipline, sources such as television, radio, cinema, regional literature, among many other sources available.

From the moment the educator enables diversification, it allows the living content of the living and the next student, which is fundamental, fundamental of the multicultural teaching, present in the PCNs.

We know that the field of education is the strategic field for the construction of a social agent, transforming agent that is used in dynamic social processes.

For there to be truth and progress from education it is fundamental to improve the quality of teaching through the creation of educational policies that have a fundamental meaning for the training, capacity and quality training of teachers, who have an objective view of the human being, social, complex, changeable, reason and action are inseparable elements.

What is different in the dissemination of services, such as the implementation of the service sector and the need for basic services, is the implementation of a strategy aimed at their production processes.

Scarcity of resources is perhaps the biggest challenge to increasing teaching quality, but it is not the only one.

The curriculum and the program impact on quality when it comes to learning to deal with learning agents and critically grasping reality, and to contribute effectively to the transformation, not only of their reality, but mainly of the reality of the social environment in which they are inserted, and, to this, that is important, it is important to be found in the program.

It is also essential that there be a planning based on the contextualization and integration curve, for which quality, as a goal, is achieved.

The important and innovative selection of competences, currently selected as non-governmental and non-intimate leaders, is one of the specific principles, but a set of contents, spanning several disciplines, is one of the pillars of new educational policies that actually come to to create transforming citizens, not just reproducers and maintainers of a cruel and vicious system, as there is no hope of social change.

A technological issue and a training for work

The globalized world is the result of numerous social, economic, cultural and technological transformations. The introduction of ICTs and their writing under the impact of the digital revolution are changing the current requirements of new educational ways to become isolated button appetizers. Most users rely on the simple user knowledge type.

In the scope of communications, access to knowledge has facilitated the creation of spaces for various types of education, whether they are professional or cultural, and both interconnected. It is necessary to reorient the projects to the formation of individuals better prepared for the use of sciences and technologies. If it is one side, there are people who are trained for current management with science and technology, on the other, in our country. The process of continuing education, there is still an educational emergency called “excluded” of teachers. Thousands of teachers are lacking and the prospects are bleak, low, devaluing, and working conditions away from young people seeking to consolidate research in such a career. Still as an urgent measure, it must resume the valorization of all the sectors of the field and invest in the formation and valuation of the teacher in our country.

It emphasizes the focus to High School, given the work of professional training, experts and teachers for teaching in higher education; governmental programs such as PRONATEC with the objective of offering Professional Education and Technology courses for the different technical and financial assistance programs, projects and actions. Public and private institutions in general also play an important and subordinate role to teachers in this regard.

Final considerations

The subject under study and the story is quite complex and has many biases. In the present study we worked on technology, work and education based on the Brazilian reality, with an educational approach.

Educational actions are based on the development of skills, entrepreneurship, autonomy and citizenship, with the aim of learning to learn, to learn to be, to learn to do, to learn to live together. With this, technology, work and education are related at all times, from the development of courses to the classroom.

The teacher is responsible for the organization of education, educational objectives, planning, evaluation and the important side, is valued by Brazilian society, for stimulating the formation of new professionals and better trained and for the education of their dreams.

With regard to an organizational and gestural vision, do the same as the role of the manager, the role of the manager, the mediator between the culture and the organizational climate and its collaborators.

Taking back the historical process in the educational context, one can easily perceive a present present, making possible the educational changes, a form of teaching / learning and, especially, the role of the teacher in face of the new technologies.

The didactic used a mechanical methodology, very authoritarian in the teacher was only the holder and the transmitter of knowledge, without taking into account a subjectivity of each one.

With the advent of the digital age, instruction has made a leap, access to knowledge has become something very easy, and resources available as a significant contribution to the development of new skills.

Digital transformation enables advances, but at the same time, they require changes that are not sectoral.

Education is recognized as the basis for sustaining a society and in general, it is a great expectation of social transformation. It is believed that she is almost as human as conquering her space and building a more favorable world.

The teacher: reinventing himself in the digital age
Education is the sector that can offer a country and all humanity necessary for a more just world deployment.

Faced with such importance, adhering to technological advances in education is for the teacher to invest in himself and to enable access to information and knowledge, transforming it and realizing what is proper as a transforming agent of both stories.

The technological resources of the era can be developed by the teacher as a facilitator of learning, a device more capable of arousing interest in different areas of knowledge.

Although everything that is a technology poses a threat to the teacher, it is enough to see, recently, that he is ahead of technological resources and that the possibilities exist in person. But that did not happen.

This, the paper the profession ahead of new technologies the indispensable, the-formed the bond between teaching / learning, or better, the easy facilitate the knowledge of the technological tools.

In this scenario of the digital age, it is interesting that teachers perceive the evolved world and that the way to do education today is not the same as it used to be. Diddles from the reality, they need work in system with technology, contributing in the formation with the learned of students.

It is believed that it is the means of education that society can overcome as social inequalities, prejudices and injustices. Finally, the role of the teacher for the new forms of media processing, since it is the mediator and the process and no longer the holder of knowledge.

Using as technological tools, transforming their posture, breaking the paradigms established a priori with the professional sum and commitment, do not have to have, on the contrary: their role always has the place of prominence.

New methodologies: Guaranteeing new possibilities for teachers
In one era, the teacher began to do everything to get ready. It must be what can not be serialized, it needs to be dynamic.

It is not a transmitter of knowledge, but a mediator of a continuous process that needs to be shared and experienced, taking into account a readiness and receptivity of each one.

At this time, the new technologies and new features that are possible in their pedagogical do. Technology has the power to dynamize a classroom, coming out of a monotonous environment, not a program for everyone, but also for a welcoming environment with discussion and discussion sessions.

It is interesting that the role of the teacher in the face of new technologies is more than teaching, it is possible to access technological resources, accompaniment, mobility and feasibility of a discussion, exchange of ideas and experiences for the acquisition of knowledge.

In addition, it is necessary for the teacher to be prepared to be an emotional and ethical individual, once the classroom class ceases to be individualistic and becomes a space for interaction and collaboration, building bonds between the actors involved.

Transformation: teaching in the digital age
The digital age is also an era of challenges, especially for teachers, over time, once they are formed, as if it were something ready and finished.

La tecnología permite que los estudiantes exploren y aprendan tanto dentro como fuera de clase.

In the perspectives of old educational paradigm, the students and the exact extinguable same were changed.

The digital age is an invitation to get out of the sameness, choose what it really is, teach for the student, choose the best tools and applications. It is a possibility of making the school the extension of the world by which it is inserted.

The role of the school is preparing the student to make a process capable of unchaining the challenges, creating strategies that allow the appeasement of social, behavioral and political norms, knowing the latest changes in the generations of the modern era.

Education: moving from the conventional to the digital
The evolution of digital technologies into an educational area, as well as rapid popularization of specific applications and platforms, has created a revolution movement called EdTechs, which encompasses software, games, simulators and virtual reality.

There are numerous possibilities of applications and tools available to improve learning and an education, in English, a junction of two outstanding themes in a discipline.

Read also: Edutechs, as Startups that will transform the education of Brazil

It is already available for children, even younger, using technological gadgets, especially furniture, to get information on their favorite content and applications for games and music. Anyway, tablets and cell phones are always in their companies.

When it comes to education, technological resources are used with the same naturalness as the generations of the past, to carry out activities, access information and acquire knowledge.

It does not exist to give up the entire existing technological system, ignoring that technology does not make present in the daily life of people who are in circulation contrary to advances. This is to turn back and allow the old paradigm to return.

Therefore, the role of the teacher for the new technologies is the search, the meaning of the innovations and the resources available in their favor, the awareness of their commitment to education and society.

Finally, the making of material was presented in the educational area, as the transformations occurred, as the paradigm changes that respect the role of the teacher in front of new technologies.

Histórias com valores: outra forma de educação

Você está empolgado com o lidar como sentimentos? Agora você pode ser quem conta aos pequenos. Você acha que o tempo não é suficiente com histórias engraçadas? mas o que você quer, o que mais é um estoque de valores?

Eu digo apenas dois veículos melodiosos para transmitir valores para os mais pequenos. Um histórico de viagens e personalidades fantásticas, educação e aprendizagem de um aluno, salas de aula ou alunos e alunos. Desde os clássicos do país, há histórias mais modernas, até uma grande preferência de uma moral moral que corresponde às situações de vida das crianças e adolescentes que estudam nesta ocasião tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Aqui você encontra algumas histórias clássicas para meninos e meninas que inspiram. Você traça muitos retornos, sem segurança agora de uma maneira diferente!

Las tabletas son parte de las aulas digitales e incluyen en muchos casos aplicaciones que no requieren conexión a Internet.

Hansel e Gretel: é uma montanha de cuecas em que um irmão e um colaborador se salvam e se agradecem por seus esforços conjuntos. Hansel e Gretel mostram símbolos que, usando esse feriado conjunto, as habilidades de ferem para superar e pular violentamente causam situações aquáticas. Por destreza, eu não sentia que era capaz de conseguir algo como um material ruim ou o objetivo principal de dois pequenos dados de educação escolar. Por ser perfeito para essas edições, você pode ver dois ninjas e meninas que cuidam de crianças que não trabalham juntas, mas também precisa ensiná-las a se ajudarem.
Cinderela: uma das mensagens mais importantes que transmitem ou conteúdo da Cinderela e estamos errados e pensamos que devemos nos apegar a algo externo para alcançar a felicidade na vida tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Todas as irmãs e irmãs estão orientando você a alcançar seus objetivos usando coisas puramente materiais. de nada, as sirenes escolhem exibir os melhores vestidos não vestidos que pretendem usar uma capa ou ajustar os bolos. Somente quem é sincero com ele, como Cinderela, alcança a vitória final.

A Bela Adormecida: não a quarta de Perrault, pois madrinhas ao amanhecer simbolizam ou bem, uma generosidade ou compromisso para que outras pessoas cresçam e se desenvolvam como pessoas. Ou bem, ou seja, ou amor altruísta, triunfos ou finais, auditados por outros valores, como assistência da primeira fada, que separa a leitura de parte do mecanismo, para comparação, compromisso ou correspondência. Embora as pessoas más pareçam ter sucesso no momento, acabam fracassando e destruindo. Embora ele seja um mudo poderoso, com bondade e inteligência, ele sempre acaba triunfando.
Branca de Neve: O quarto de Branca de Neve e mais um divertido para os mais pequenos. Em outras palavras, alguns dois elementos e pesos que aparecem nas páginas chegaram à história cultural. Exemplos disso são a maçã envenenada, os locais dos anões ou o espelho mágico. Este é um exemplo para identificar os filmes e países que causaram ou invejam o trabalho das boas-vindas.
Cada quarto filho, clássico da literatura, não se vê leve ou o mundo das fadas, dá à Oxfam Intermón. Aprovadas essas histórias como ferramentas para valores sensoriais positivos e negativos, pouco a pouco e muito pequeno, sabem como elevar uma escala de valores na primeira liga, esforço, solidariedade, companheirismo e amor. Você também os preparará para aprender mais sobre ou sobre a história da história.

Criança de cinco anos para a educação em valores narrativos

Você sabe quantos valores aprenderá a passar pelos seus interesses com valores relatados?
Especialmente em esportes de equipe, como futebol, basquete, basquete ou esportes similares, há todo um catálogo de possíveis aprendidos:

Respeito: por ambos os membros do equipamento e por ou não.
Colaboração e trabalho em equipe: obter um objetivo em comum.
Empresa e preocupação com um ou outro: uma passagem de elo de amizade de cabelo que se cria entre seus membros.
Convivência e amizade: fomentar as relações sociais com todos os participantes não relacionados.
Justiça e igualdade: o processo de decisão da arbitragem que existe diante das diferentes situações apresentadas no jogo.
Autodisciplina, esforço e espírito de sacrifício: atingir a meta e fazer o peso.
Reconhecimento: pelo trabalho realizado, quando você executa uma tarefa, ambos ou reconhecimento adequado ou desempenho.
Humildade: saber perder quando necessário.

La tecnología permite desarrollar clases interactivas y brindar mayor independencia al alumno.

Cinco histórias infantis que incluem esses valores
Todos vocês que podem contar com seus filhos e filhas mais recentes na hora de dormir sempre mostram uma oportunidade de escolher aqueles que apenas nos entretêm, entretêm e dormem, mas também poderão trabalhar com os valores que eles consideram que ajudarão você a não ser responsável no futuro. comprometido. Por que nenhuma escolha infantil relacionada ou relacionada a ela serve como referência a esse respeito?

Todas as possibilidades selecionadas três vezes, disponíveis gratuitamente, não estão disponíveis no portal da Confederação Espanhola de Associações de Quadros e Madrinhas de Alunos tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado, todas voltadas para meninos e meninas de 6 a 12 anos:

Os saltos
Sem argumento, os amigos são obrigados a competir entre as influências da presidência de dois pais, autorizados ou dispostos a dividir a ajuda e superar as dificuldades e demonstrar que, sem depósito, a colaboração cujos resultados estão sendo prejudicados.

De qualquer forma, o código ajuda crianças e crianças a entender como trabalhar juntas para alcançar um único objetivo.

Bola sombra
Não povoado de Manzanazul, pratique todos os esportes divertidos, ao contrário de Blancolimón, onde você encontra uma cesta torta e um teatro. Por exemplo, nesse caso, você pode adicionar um grupo de crianças com deficiência a uma nova pessoa, sem dizer como competir e demonstrar as habilidades da cidade vizinha.

Assim, neste caso, consulte ou valor da integração e o valor das oportunidades.

Um esquisito
Esse é Guillermo, um ótimo jogador de futebol que ajuda a viver em um país distante. Em nenhum país, descubra quais são as cidades não-mundiais mais populares e muito boas como a Balão. Quando você começa a jogar com o Atlas, pode ver Marina e Marina, uma classe que não é colegialmente antiga, nem o que habitar ou a dele.

É assim que esse mudo muda para crianças e crianças que não são discriminadas e se dedicam a esportes – por extensão, qualificação local – e quais são as principais características de todos, independentemente do sexo, e querem uma oportunidade porque O objetivo final é sempre se divertir.

“contos-com-valores”

A Associação Mundial de Educadores Infantis (AMEI-WAECE), uma entidade de lucro máximo, recebe uma página da web e um canal de entretenimento animado que não é do YouTube, em uma seleção de conteúdo educacional educacional para crianças não públicas tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Selecionamos os itens infantis para educação em valores:

Tecnología y educación: Una transformación necesaria para el futuro

“A corrida dos sapatos”
Uma girafa era um requisito de dois animais de estimação. Nenhuma consulta para ser amigo de natação e não duvida em tortura, rinoceronte ou elefante, debitado não acrescenta tamanho, com grandes quantidades e tronco, respectivamente.

Mas cuide do dia dos sapatos e todos são incentivados a fazer parte da Linha de Água, uma girafa chorava sem parar. Eu não conseguia amarrar os cadarços! No caso de ingressos, é incomum ou incorreto retornar duas décadas por ser diferente e, posteriormente, descontinuado ou ajudado com os sapatos.

“Carruagem de sapatos” e um relacionamento que nos permite promover ou valorizar nossos filhos e aqueles que não podem discriminar ninguém.

“A corrida”
Pedro encontrou uma dúzia de notas de comma e pai que diziam: “Estamos orgulhosos de você”. Mas o caso final da história, fazendo o melhor cabelo de príncipe.

Pedro foi um grande corredor. Eu sempre venci nas corridas de atletismo. Ele era ou líder do equipamento e todos sabiam que era impossível perder.

No último carrinho, você enfrenta um grande amigo, que não compete com seu rival. Quando você levanta um ponto de ganho novo, Pedro cuida para queime meu amigo e não fique louco. Sem hesitar, ele se virou para ajudá-lo e eles alcançaram a meta juntos. No entanto, ninguém comemorou em gesto. Atum para Pedro não importava, eu sabia que tinha feito a coisa certa.

“The race” é um anime animado que destaca a importância do valor e da amizade.

Trabalhar com os valores do companheirismo, em solidariedade à empatia, é fácil e articula as travessias das histórias e dois momentos infantis. Não há projetos que melhorem os exemplos, sempre, novas condutas tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Crie ou avalie dois valores que queremos promover!

Não é necessário educar mais dois pontos importantes para o desenvolvimento do país. Ajudei você a ver a vida dando uma revolução educacional, incorporando tecnologia nas salas de aula com as classes mais básicas e recursos mais interativos para os alunos. O mundo está avançando e a educação deve começar a incorporar novas formas de aprendizado que impulsionam a tecnologia.

Por que é importante dar um passo tecnológico?

Uma tecnologia que faz parte do dia a dia de todos, os alunos de hoje nascem cercados por aparelhos de todos os tipos de crianças que usamos para a prática. Para Roberto Bustamante, um antropólogo especializado em tecnologias educacionais, “é importante que os alunos entendam quando estão atravessando tudo ou o mundo que está indo de lado ou que entendem ou que sua operação, seus objetivos e multas”. Além disso, os resultados necessários incluem esse tipo de interação e conexões que não existem na escola.

Em outras palavras, há necessidade do futuro, como profissões que existem em um ou cinco ou dez anos para essas competições. Os cursos estão disponíveis para um novo mercado de trabalho definido por avanços tecnológicos que incluem robótica, impressão 3D, automação e inteligência artificial. Acompanhe os trabalhos futuros da Future Laboratory e da consultoria Microsoft, álbuns de profissionais que aparecerão em 2025 e podem ser: designer de dispositivos, engenheiro de marketing automatizado, criadores de sites, guia de turismo local, entre outros.

Quais aspectos devem ser levados em consideração?

Uma tarefa importante é executar ou equipar uma sala de aula ou, a partir da incorporação de tablets, computadores e projetores, a conexão apropriada e a velocidade ideal da Internet que permite o acesso a recursos on-line, sem problemas tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Assim como salas de aula de lhama tecidas, como principal função de facilitação ou processo de aprendizado e duas interações interativas.

Um aspecto que não foi abordado também pode ser muito importante, incluindo treinamento e sensibilização de dois documentos, além de poder acompanhar e orientar o processo de aprendizado em sala de aula. Milagros Villa, professor do IE. O Regulamento Guevara de Chiclayo, para o qual engraçadas salas de aula digitais da Fundação Telefónica, indica que “ou apenas o professor cuida de você, a tecnologia mediadora é inserida porque o novo aluno desenvolve todas as suas atividades e é mais independente”. Também enfatiza que a tecnologia também beneficia e facilita ou facilita o trabalho do professor, digamos “você está trabalhando, é mais interativo”. Dessa maneira, complementa e aprimora os processos educacionais tecnológicos.

nuevas tecnologias en la educacion

Quais são os projetos de educação e tecnologia existentes no país?

Como existem projetos e projetos que incluem tecnologia na educação peruana. No caso da Escala Talantos do Callao, que conta com salas de aula onde robótica, lançamento de páginas da web e emissão de programas com certificações Microsoft. Por esse motivo, há Faculdades de Alto Desempenho (COAR) que formaram parte do Projeto Nacional de Educação até 2021 e procuraram reformar a educação pública com vários escudos de nível superior em 25 regiões do país.

Já houve empresas privadas, podemos destacar ou trabalhar na Fundação Telefônica com o programa “Digital Classroom”, cujo objetivo é favorecer 10 milhões de países da América Latina, África e Ásia até 2020. Este equipamento está equipado com a tecnologia de Escondunas, fornecendo projetos, arquivos de áudio e tablets com aplicativos e conteúdos educacionais. Além disso, consulte Ocupando dois documentos, fornecendo cursos por 2 anos para estabelecer um uso correto e produtivo de dois recursos.

Segue Lillian Moore, gerente de educação da Fundação Telefônica, “um treinamento de 400 horas em 2 anos para documentos. Durante esse tempo, você pode ler sobre alfabetização digital, inovação e tecnologia, nos níveis básico, intermediário e avançado tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. ” Não há trabalho importante com o nível educacional das escolas peruanas.

O que são novas tecnologias?

Antes de realizar um valor de avaliação das novas tecnologias e / ou uso educacional, parece necessário especificar esse teste a que nos referimos como “novas tecnologias”, habitar ou ser capaz de causar ou tentar expressar ou que é considerado um termo absoluto. . Embora implemente “novas” qualificações específicas para obter uma idéia aproximada do tipo de tecnologias para as referências de hackers (aquelas que você deseja ver), mas também pode ajudar a identificar as necessidades de tecnologias ou tecnologias. os recursos podem ser considerados disponíveis para ou verso incluído nesta taxonomia.

A uma velocidade rápida com a velocidade de transmissão de dados não-TIC, especialmente na área de ciência da computação, telecomunicações e todos aqueles que possuem dispositivos e materiais que possibilitam avanços na comunicação mediada por computadores (CMC), cria recursos que hoje podem ser inovadores , conecte-se a tecnologias obsoletas em um curto espaço de tempo. Ou, como mostrado em uma edição mais recente, você entende que, ou o principiante, nesse contexto de expressão, precisa precisamente ser uma função de outras variações relevantes que qualificam, como uma proposta cultural para aqueles que mantêm, como possibilidades de acesso que as últimas projetos técnicos ou na forma de disponibilidade para uso das TIC, agregar valores adicionais e critérios críticos que são inflados nessa definição.

Cuentos con valores

Essas considerações e situações de novo não foram consideradas no contexto das sociedades descritas, parece que pode ser controlado que, ao mesmo tempo, é feita referência a novas tecnologias educacionais, bem como considerações especiais de comunicação como vídeo ou televisão convencional, com décadas de experiência em um grande destaque não no campo de estudo da tecnologia educacional. Como as novas tecnologias na atualidade compreendem basicamente ou estudam a aplicação de tecnologias digitais e sistemas de telecomunicações; ele decide, computadores multimídia e periféricos, como operadora, impressoras, câmeras digitais, etc., e redes de computadores, número máximo de expositores na Internet vermelha tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Estudei-os assim que pude expandir cada vez mais exponencialmente a capacidade de manipular, processar e comunicar informações e desenvolvê-las por símbolos, mas também praticamente assimilei todos os recursos que não estão integrados a eles.

Ou um computador multimídia pode ser definido na realidade como um meio no qual todos os outros estão integrados. À fotografia, televisão, telefone, vídeo, gráfico ou composição musical tradicional, por exemplo, exemplos de algas marinhas e o resultado de pesquisas de tecnologias digitais que expandem as possibilidades educacionais na versão digital.

O paradigma das tecnologias da informação

Clique no código digital, não dois recursos tradicionais e dois formatos propostos para lidar com computadores e redes; é necessário incluir a digitalização da informação (a transformação de grupos de unidades e números interpretados por microprocessadores entre dois computadores) , é possível, ou pode ser fornecido que seja armazenado, modificado e transferido imediatamente, excedendo assim, pois limita dois formatos analógicos tradicionais presentes nesse sentido. A digitalização de textos, imagens e crianças abre novas possibilidades de ação, pois rompe o primário tradicional do formato analógico de informação. Ou formato digital que gerencia e elimina os computadores, sem necessidade de representação original, como acontece no formato analógico, porque a máquina de lavar (como caixas de zeros e aquelas mencionadas anteriormente) possui uma estrutura totalmente diferente de lâmpadas analógicas naturais. Obviamente, esse formato digital de informação de que o gerenciamento de computadores pode ser repetido e reproduzido em imagens e filhos analógicos (e, portanto, compilados por novos sentidos), como uma seleção de informações digitalizadas como manipuladas recursivamente usando métodos matemáticos rápidos e de forma eficiente por computadores, e para ser enviado despachado para lugares remotos para atravessar ou vermelho com tudo para instalação e praticamente sem limitação alguma.

É esse o sentido de determinar os formatos das redes digitais de multimídia e de computadores, o que significou um salto qualitativo, não tanto para armazenar, como para exibir e compartilhar informações, uso intensivo de textos, imagens éticas e movimentos utilizados. digitalmente em combinação, como nenhuma maneira de mover dados de informação. Uma segurança linear que permite que você siga as instruções tradicionalmente para nos salvar texto e também derivar de outras formas alternativas de navegar pelas duas informações fornecidas na forma de novos dados interessados ​​em hipertexto e hiperlinks.

Características diferenciadas das tecnologias da informação

Estamos convencidos de que os recursos diferenciados propostos para cada recurso educacional estão disponíveis em uma situação específica (mar de texto convencional, um DVD ou uma página da web de educação) podem ser aprovados de maneira conveniente para o benefício de novos alunos nas salas de aula você deseja que seja aplicado como um critério pedagógico adequado. No entanto, localize uma marca de outras características específicas, pontuais ou médios digitais, que constituem as novas tecnologias, ou que criticam novas habilidades de uso de outras tecnologias que precedem e criam um grande potencial educacional e transformador? que, por exemplo, a aplicação instrumental, ou TIC, como afirma Castells (1997, p.58), nenhum filho é apenas uma ferramenta que se aplica, mas também processos a serem desenvolvidos, para que usuários e criadores de mídia possam usar a mídia, podem se tornar agora tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado, Quando assumimos ou controlamos, lubrificamos ou controlamos o modo da tecnologia, como podemos ver, ela está sendo processada com a mesma frequência que a Internet vermelha não.

"cuentos-infantiles"

Assim, ou recurso diferencial proposto para o cabelo das TIC, que é gerenciado na realidade, distingue-se, especialmente, pelo fato de dizer respeito às nuances possíveis de ação, ou recorrer a outros meios e recursos didáticos tradicionais, incluindo mais sessões e ajustes sem aplicação prática e prática dentro da escola, é capaz de expandir exponencialmente ou atingir o potencial socioeducativo de ser adequadamente redefinido e redefinido por professores e alguns. É virtualmente notável que você não escreva em conjunto: forneça a oportunidade de aumentar, modificar, distribuir, compartilhar e reinterpretar ativamente as informações e como você não pode se limitar a dois meios analógicos tradicionais. Um novo critério, esse potencial de mídia canalizado corretamente nas salas de aula, pode realizar interações relacionadas ao processo tradicional de ensino e transmitir valor completo ou instrumental da tecnologia educacional.

Cinco características do paradigma da tecnologia da informação

Gostaria de me referir às cinco características características expressas por Castells (1997, pp. 88-89) que você definiu por experimentos como um paradigma da tecnologia da informação, porque entendo o que posso lhe oferecer como uma responsabilidade atribuída a incidências. e o impacto que as TICs detectarão nos últimos templos não conjuntamente da sociedade atual e, consequentemente, também os hackers refinaram o modo de sequenciamento de ouvintes calculados, como uma comparação de valores alterados como uma das principais causas de congestionamento:

Uma primeira característica do novo paradigma é que as informações são essenciais: sonecas tecnológicas para obter informações sobre informações, apenas informações para informações sobre tecnologias, como era ou no caso de tecnologias revolucionárias anteriores.

Ou o segundo recurso tem referência à capacidade de penetração dos efeitos das novas tecnologias tcc, monografias, monografias prontas, dissertação de mestrado e tese de doutorado. Como essas informações são parte integrante de toda atividade humana, todos os processos da nova existência individual e coletiva são moldados diretamente (não permitidos) como meio tecnológico novo.

Ou recurso de recurso alude à lógica de interconexão de todos ou sistema ou conjunto de relações que utiliza essas novas tecnologias de informação. Uma morfologia do vermelho parece ser adaptada a um complexo de crescente interação e a padrões de desenvolvimento imprevistos que surgem do poder criativo de uma interação. Essa configuração topológica, vermelha, agora pode ser materializada em todos ou tipos de processos e organizações usando tecnologias da informação em dispositivos descartados. Sem eles, séries muito complicadas para colocar a prática da lógica de interconexão. No entanto, é necessário realizar estruturas para preservar estruturas estratificadas, preservando a flexibilidade, como uma forte iniciativa para promover a atividade humana.

"cuentos-con-valores"

Não são locais os detalhes relacionados à interação, embora sejam claramente diferentes, ou paradigma de informações baseadas em flexibilidade. Nenhum processo também reversível, ou que modifica as organizações e instituições, e incluiu alterações fundamentalmente usando uma reordenação de seus seis componentes. Isso distingue a configuração do novo paradigma tecnológico e a capacidade de reconfiguração, fator decisivo em uma sociedade caracterizada por variação constante e fluidez organizacional. Mudar para o ataque do registro para destruir a organização tornou-se uma possibilidade debitada, não baseada na organização, reprogramação e atualização. No entanto, evitamos evitar um jogo de valor vinculado a esse recurso tecnológico. Porque a flexibilidade pode ser uma força libertadora, mas também uma tendência representativa e aqueles que reescrevem leis e seus poderes.

Um quinto recurso da revolução tecnológica e a convergência de tecnologias específicas em um sistema altamente integrado, no qual as bandejas tecnológicas selecionadas serão praticamente indistinguíveis. Assim, para microeletrônica, telecomunicações, optoeletrônica e computadores estão agora integrados aos sistemas de informação.

Castells (1997) exige um orçamento maior que cinco características declarem:

“(…) ou paradigma da tecnologia da informação evolucionária, não para um sistema como um sistema, mas para uma abertura como um verma multifacetado, um material poderoso e importante, adaptável e não histórico. Suas qualidades decisivas são o caracterizador são ou integrador, para complementar e interconectar. “(1997, p. 92)

Entendemos que todas essas características do paradigma da tecnologia da informação, identificadas e precisas de forma brilhante por Castells, são especialmente conhecidas como incidentes na possibilidade de ação e não como tipo de manobra.Eles ainda estão disponíveis para lidar com as TIC, sugeriram sugestões de trabalho que deveriam ser É convenientemente aprovado dentro do limite educacional, tanto quanto sabemos que existem apenas plantas positivistas e técnicas tecnológicas, que são glorificadas com dois avanços no campo da tecnologia, buscando fundamentalmente ou benefício econômico por um valor técnico educacional, social, democrático e sólido. , que mostra como as experiências são reconfirmadas (Apple e Beans, 1997; Torres, 2001) são questões mais importantes do que nunca.

Como tecnologias de informação e comunicação aplicadas à Educação

A presidência de TIC da sociedade moderna de administrações educacionais que você considera relevante ou conhecimento, ou usa e incorpoção de tecnologias na escola. De maneira semelhante à TIC, que está influenciando a sociedade, alterando os princípios que mantiveram o veneno em uma comunicação de longo prazo, podemos inferir as repercussões que afetam todas as estruturas sociais, dentre as quais estão relacionadas ao sistema educacional.

Esta última seção trata de como investigar de uma maneira que uma série descarta ou incorpora as TIC de forma alguma e como podemos propiciar um potencial informativo e comunicativo de dois recursos disponíveis, como um congestionamento de falésias relacionadas a elas. , com o intuito de perder, tendo em vista que as mídias de comunicação social faziam parte de uma sociedade que muitos outros itens estão sendo comercializados no último semestre, lembra a educação como formadora e geradora de capacidade de adaptação a essas novas situações (De Pablos J. e Jiménez J., 1998, p. 49).

Uma crítica mais recente, nos últimos anos, tem sido associada à frequência da inovação educacional com a incorporação física das TICs na escola. Um momento histórico, não um dia em que você avança sem sucesso em tecnologia (especialmente em informática e telecomunicações) e em comunicação mediada por pedidos, está gerando novas possibilidades para as relações sociais e econômicas, porque existe um sistema educacional adequado para esse berçário, sociedade emergente de gêneros em um grande nível de pesquisa estadual

Image result for la tecnologia en la educación

Isso indica que você é ampliado, inclinado, por um fenômeno peculiar que está produzindo no momento ou limite das TIC e que pode ser retomado, sem surpresa, que o mar é a primeira ocasião não dominada pela produção (referência), é claro, exclusiva, não exclusiva. tecnicamente), é amplamente estendido para não ser usado entre os mais recentes (por alguns denominados informalmente como “Nintendo geração”) do que acima. Dessa maneira, você pode correr entre os pais com um sentimento de indefinição devido a uma aterrissagem tecnológica ou que seus filhos parecem estar mais no controle do fato de que esse fenômeno em si está impedindo o não-paralelismo mediado da política educacional que incorporação da TIC na escola. Parece haver um pedido de incorporação da ferramenta (ou computador ou implantação de rede) nas escolas, ocasionais e ocasionais, se os resultados forem tão óbvios ou claros para o que você está procurando.

Dessa forma, não consideramos mais a incorporação de hardware que não seja escocês, porque o hacker um ou um hacker que identifica ou está realmente relacionado ao processo educacional não de TIC, como o momento em que você aprova ou usa vários componentes específicos para mediar e gerenciar o treinamento usando ou TIC. Esses são os dois critérios de Cebrián y Rios (2000), afirmando que:

“(…) Com a introdução de novas tecnologias, ela não produziu automaticamente um campo educacional, o que levou aos processos de aprendizado aprendidos e aprendidos, semi-duvidosos, a usar a tecnologia indiscriminadamente, ou apoiar, orientar os modelos para a mídia. de comunicação; mas você deve cuidar de dois recursos e tecnologias que possam promover um melhor aprendizado dos alunos. Na introdução de novas tecnologias, as taxas de câmbio implícitas acordadas como uma questão de dois erros devem ser cometidas. É bastante frequente e avassalador ver em muitos centros que os recursos tecnológicos são usados ​​com metodologias tradicionais. “(2000, p. 18-19)

Um programa de inovação educacional

Com este breve argumento, não tratamos como descalcificar ou objetar que priorize a incorporação de hardware na escola, uma porta que logicamente também é uma premissa essencial para a integração total das TIC, não é. Você verá que mais empresas que adquirem hardware específico têm algo em mente (e também pode exibi-lo facilmente na galeria), mas é absolutamente inquisitivo que você o faça dentro de um programa de inovação educacional covalente, o que não é O mar é entendido como uma simples presença de novas tecnologias, somos educados porque, como afirma De Pablos (1998, pp. 62-63), nenhum garante da inovação não significa nada. A inovação deve ser entendida como a mudança produzida na maneira de conceber projetos de ensino e educação; na maneira de organizá-los e colocá-los em prática. O fato de as novas tecnologias promoverem formas alternativas de trabalho escolar em comparação com as fórmulas mais tradicionais é significativo. Se os procedimentos para acessar informações, as estratégias para analisar, extrapolar ou valorizar conhecimentos, hábitos e atitudes, diferem das diretrizes do trabalho formativo promovido pelas metodologias tradicionais de ensino, como a lição-mestre, o uso quase exclusivo do livro de texto ou, em suma, o uso de procedimentos de ensino pouco flexíveis, é o que é realmente valioso do ponto de vista da inovação educacional.

Image result for la tecnologia en la educación

Entender o sentido da inovação de maneira semelhante também está claramente expresso Escudero (1995), quando afirma que a inovação educacional ligada à tecnologia da educação deve ser entendida não tanto como uma aparência externa, mas como uma aparência interna constitutiva própria. tecnología educativa, de sus fundamentos teóricos, valores, propósitos, contribuciones y articulación en el sistema escolar, así como de su incidencia en el quehacer, en el pensamiento de alumnos y profesores, en las interacciones que propicie de manera específica y, en definitiva, su aportación real a los procesos de enseñanza y aprendizaje.

A nuestro modo de ver, la innovación no puede venir de la mano de tecnología alguna, por grande que sea su capacidad informativa y comunicativa, sin que se produzca un cambio en la actitud de aquellos que manejamos los recursos didácticos en las aulas. De nuevo De Pablos (1998) lo expresa con claridad cuando afirma que en último término, no podemos olvidar que el sentido real de la acción de innovar (cambiar) conlleva un compromiso ético personal que persigue mejorar las situaciones cotidianas

“ (…) La posibilidad de hacer lo de antes aunque mediante otros procedimientos (más rápidos, más accesibles, más simples) no representa una innovación (cambio) profundo. Visto de esta manera, la innovación educativa comporta un componente personal, ético, que debe dotar a las tecnologías y recursos del ‘valor de educar’. La innovación es humana. Las nuevas tecnologías aplicadas a la educación serán novedad, en su sentido básico, en la medida que sean dotadas de un espíritu progresista por quienes las utilizan y sobre todo, por quienes encuentran utilidades educativas que permitan formar mejor, educar de forma más completa, es decir, más libre. “(De Pablo, 1998, p. 63)

El sistema escolar es un subsistema social formalmente configurado para la educación de las personas y, como tal, entendemos que no puede permanecer al margen de los cambios que demanda la sociedad informacional. Sin embargo, es necesario introducir dichos cambios comprensivamente en las escuelas, de modo que faciliten la incorporación racional de las TIC desde posturas bien fundamentadas pedagógicamente, adaptándolas a las exigencias y peculiaridades de los procesos educativos que se desarrollan en su seno y teniendo presente el hecho de que estas herramientas no fueron creadas originalmente con fines pedagógicos. La escuela debería ser un centro de formación siempre permeable a los cambios que se producen en la sociedad, porque la renovación de la escuela pasa por la incorporación de las innovaciones tecnológicas desde orientaciones bien definidas que permitan optimizar todos los procesos que tienen lugar en ella, respondiendo al sentido educativo que orienta su labor: instruir, formar, guiar el desarrollo físico, afectivo, social y moral de las personas, capacitándolas para que puedan enfrentarse a las transformaciones sociales con relación a los nuevos valores que ésta genera (Fernández Muñoz, 1998, p. 28).

Los problemas a enfrentar

Uno de los problemas de fondo que dificultan la adecuada incorporación de las TIC a la escuela lo constituye sin duda el hecho de que la tecnología está corriendo mucho más rápido que la reflexión en torno a las consecuencias sociales, económicas, políticas, etc. de sus múltiples aplicaciones, y que habitualmente este análisis se realiza a posteriori. Aunque entendemos que en la actualidad es especialmente difícil conseguir que la escuela supere la tradicional distancia que separa la realidad de dentro y fuera de ésta, también consideramos más necesario que nunca realizar un esfuerzo para responder a las necesidades formativas de la sociedad de la información, integrando en sus espacios las TIC y las formas de comunicación que le son características, compartiendo sus símbolos y su código, adaptándose al tipo de cualidades y organización del mercado laboral que demanda la sociedad del conocimiento y también –quizás especialmente– reconociendo y reaccionando críticamente ante sus excesos.

Como ya ha sido reflejado con claridad por Tiffin y Rajasingham (1997), las escuelas, tal y como las conocemos hoy en día, están diseñadas básicamente para preparar a las personas para vivir en una sociedad industrial. Los sistemas educativos preparan a las personas para ocupar un lugar en la sociedad emulando las fábricas y oficinas de una sociedad industrial, y el modo en el que se estructura el tiempo en los horarios escolares, la división de las asignaturas para su estudio y la manera en la que se organizan las escuelas como burocracias, son anticipaciones del período laboral adulto. Esta organización tradicional de las escuelas es coherente con la organización de una sociedad industrial con una fuerte dependencia del movimiento físico de las personas y las mercancías. Sin embargo, la infraestructura tecnológica fundamental sobre la que se sustenta la sociedad informacional es la red de telecomunicaciones y, si queremos preparar adecuadamente a las personas para vivir en una sociedad de la información, también parece necesario conseguir un sistema educativo que tenga en cuenta el papel que están jugando, y el que en el futuro desempeñarán, en todos los sentidos, las telecomunicaciones en dicha sociedad. Entendemos que no sería deseable esperar (como por desgracia ya está ocurriendo) que los alumnos tengan que reconocer por su cuenta las virtudes y defectos de estas tecnologías fuera del contexto escolar.

La incorporación de las TIC a escuelas parece haber propiciado un discurso orientado hacia el cambio fundamentalmente desde dos perspectivas: en una se las contemplaría como catalizadoras de procesos de innovación y en la otra como un elemento más a añadir a las ya de por sí numerosas funciones y acciones a desarrollar en este ámbito. En este sentido, Pérez Pérez (1998, p.113) se refiere también a dos grandes visiones o enfoques de las TIC en relación a los sistemas educativos: por una parte se refiere a una visión restringida y unilateral, más centrada en el proceso tecnológico como referente deseable para el proceso educativo, beneficiado en este caso por el uso de los medios de comunicación, y una visión más completa, abierta y plural, en la que el referente tecnológico o los medios de esta naturaleza no son más que otro elemento a tener en cuenta en la consideración del proceso educativo. Situándonos más bien dentro de este último enfoque, lo que nosotros entendemos que resultaría interesante llegar a definir es el modo de articular una formación que integre los medios tradicionales con los más recientes, que aproveche las posibilidades educativas de todos los recursos que estén a nuestro alcance, y que permita diseñar procesos de enseñanza y aprendizaje que favorezcan un desarrollo óptimo de la sociedad en su conjunto, con una visión amplia que debería caracterizar precisamente, a nuestro entender, el sentido global de la educación.

Mena y Marcos (1994) también parecen comprender que en la actualidad estamos asistiendo a un divorcio entre los sistemas educativos y las realidades socioculturales, debido en parte a que la tecnologización de la sociedad se centra más en productos (en el hardware) que en los procesos, generalizándose de este modo una tecnología externa, vacía, con poca afectación de los procesos socioculturales, más allá de simples procesos instructivos. Esta situación se reflejaría en un discurso pedagógico que no habría superado todavía una postura analítica, en la que apenas se hace referencia a aspectos relevantes en relación con lo que supone la incorporación de nuevos valores socioculturales y a la evaluación de los impactos de la tecnología en la sociedad.

También se pronuncia en este sentido Pérez Pérez (1998, p. 114) cuando afirma que no se ha sobrepasado el umbral de la tecnología como instrumento o medio, lo que ha llevado a considerar aspectos pedagógicos o didácticos relacionados con procesos de reelaboración curricular excesivamente restringidos y muy apegados a cuestiones excesivamente practicistas o centradas en la actividad, como la elaboración de materiales, aplicaciones del software, utilización de medios, etc., pero de escasa repercusión en otros aspectos más profundos de la cultura y vida social: aquellos que afectan a los valores, a los modos de comprender, a los lenguajes tanto en su estructura como en su forma, impactos antropológico-etnográficos de las tecnologías, etc.

Vantagens e desvantagens da tecnologia da informação e comunicação

Em nossa visão, em uma visão geral, a presença das TIC no campo educacional pode ser usada para alcançar três objetivos principais: educar com a mídia, para que possamos torná-la uma ferramenta a serviço da escola; treinar na mídia, tentando propiciar um conhecimento crítico e reflexivo deles, e ensinar como usar a mídia de forma produtiva, aproveitando todos os seus potenciais adequadamente.

Neil Postman, referindo-se às conseqüências das TIC na educação e na sociedade em geral, também fornece alguns elementos interessantes para reflexão em sua conferência «Crianças e Aprendizagem» do Congresso Internacional de Educação Infantil, realizado em Tel-Aviv, que Fernández Muñoz ( 1998, p. 26) resume nestas sete premissas:

Related image

Toda mudança tecnológica tem vantagens, mas devemos estar cientes de suas desvantagens. A televisão significou um avanço inquestionável para a transmissão de informações, mas também seu uso diminuiu o tempo de comunicação entre as pessoas.

As vantagens e desvantagens das novas tecnologias não são distribuídas de maneira justa. A tecnologia da informação e comunicação transmite e desenvolve conceitos de políticas que beneficiam especificamente algum grupo social.

Toda nova tecnologia implica uma ideia ou uma perda. Em uma cultura sem televisão, a imaginação ocupa um papel importante, não sendo tão importante em uma cultura em que as imagens são dadas a nós.

Toda nova tecnologia carrega em si um conflito, o conflito de poder pelo controle. É importante saber o que essas lutas pelo poder implicam no ambiente escolar.

Mudanças tecnológicas podem penetrar e modificar estruturas sociais, trazendo mudanças imprevisíveis e irreversíveis.

As novas tecnologias são geralmente mitigadas e aceitas como presentes da natureza. Essa percepção mágica pode ser perigosa, pois leva a aceitá-la sem submetê-la a análises críticas, revisões e mudanças.

Novas tecnologias e mídia não são a mesma coisa. Entre um meio de comunicação e sua tecnologia correspondente, há uma relação semelhante à que existe entre a mente e o cérebro. Não somos impotentes diante dele, podemos conhecê-lo e domar, fazendo com que ele se comporte adequadamente.

Entendemos que a verdadeira dimensão educacional da tecnologia está na medida em que ela pode contribuir para abrir horizontes para as pessoas, proporcionando-lhes a oportunidade de pensar, decidir e agir de forma livre e autônoma. Sem dúvida, as novas tecnologias podem dar contribuições interessantes a esse respeito, mas mais uma vez, a chave para aproveitar todo o seu potencial está no fator humano, em nossa capacidade de colocar a tecnologia a serviço das propostas com um sentido totalmente educacional.